abril

Controlar os gastos e manter as contas em ordem pode ser um desafio, mas pensando que as dívidas e o descontrole podem gerar ansiedade, preocupações e estresse, separamos algumas dicas do Guia do Bolso para manter a vida financeira em equilíbrio.

A primeira dica é se organizar. Controlar o que se ganha e o que se gasta para conseguir fechar as contas no azul, para isso uma tabela no Excel pode ajudar e já existe um modelo aqui no blog para auxiliar nesse controle.

Usar o cartão de crédito com responsabilidade. Isso quer dizer, pensar antes de comprar e não agir por impulso.

Outra dica importante é manter o padrão de vida abaixo da realidade financeira. Ou seja, viver com menos que o salário pode proporcionar, desta forma será possível poupar o que sobrar para qualquer imprevisto.

Falando em poupar, é preciso primeiro se livrar de dívidas, fazer um plano de pagamento para quitá-las, e aos poucos eliminar todas as pendências.

Finalmente, com todas as contas em dia é hora de criar uma reserva para emergências e investir! É importante separar parte do salário para suprir algumas necessidades que estão fora do planejamento sem ter de recorrer ao cheque especial ou empréstimos. Outra parte pode ser reservada para investir em modalidades que valorizem o dinheiro, de acordo com o perfil de cada um.

Guia do Bolso

Quem nunca saiu de um dia de trabalho se perguntando como ser mais produtivo? Com a sensação que poderia ter entregado mais e que o dia não rendeu como gostaria? Com a rotina corrida que todos têm é fácil se perder no meio do caminho com as mensagens de e-mail e WhatsApp chegando a todo momento. Além de outras interrupções normais do dia a dia.

Para facilitar a organização e melhorar o desempenho no trabalho listamos cinco dicas simples que facilitarão sua rotina:

  • Defina prioridades e faça uma lista

Planejamento é tudo! Antes de começar o dia, defina suas prioridades e faça uma lista das tarefas que tem de entregar. A dica é começar pelas mais difíceis – que tomam mais tempo. As tarefas mais simples ficarão para o restante do dia, deixando o cronograma mais leve. Faça da sua lista uma rotina diária, assim não gastará tempo lembrando das atividades, todas estarão listadas prontas para serem executadas.

  • Foque nas coisas que pode controlar

Para conseguir focar nas suas atividades, você provavelmente terá de dizer não em algumas ocasiões, para tarefas que podem esperar ou para aquela reunião que não é tão urgente. Desta forma, terá tempo hábil para finalizar o que realmente precisa ser entregue, sem atrasos e de forma produtiva.

  • Seja organizado

Assim como planejamento, a organização é essencial para desempenhar suas funções no dia a dia. Tendo tudo no lugar certo ficará mais fácil identificar as tarefas e executar o que precisa durante seu expediente no trabalho. Comece organizando a agenda, arquivos e o e-mail.

  • Seja positivo

Neste item vale qualquer coisa que faça sentir-se bem! Ser positivo faz o dia ficar melhor e, desta forma, você irá desempenhar melhor suas atividades. Praticar meditação, correr e até uma boa noite de sono podem fazer diferença no humor, na positividade e na sua produtividade! J

  • Tire férias

Parece óbvio, mas o cansaço chega e o seu desempenho pode ficar comprometido. Ter uma pausa para recarregar as baterias aumentará sua produtividade na próxima etapa que virá. Hora de relaxar e aproveitar, antes de começar um novo ciclo!

Fonte: Rock Content

Não só combinam como a inovação vai beneficiar pacientes com insuficiência cardíaca, que podem contar com aparelhos conhecidos como corações artificiais. Esses equipamentos ajudam a garantir o bombeamento adequado do sangue. A solução irá beneficiar quem não tem tempo para esperar um transplante ou apresenta contraindicações, como idade superior a 65 anos.

A terceira geração do HeartMate3, aparelho aprovado em agosto de 2017 pela Food and Drug Administration (FDA), a agência reguladora americana, foi implantado num brasileiro no ano passado. O aparelho não substitui o coração, mas o ajuda a bombear o sangue para o corpo. O dispositivo assume o papel do ventrículo esquerdo. É implantado na altura do tórax acoplado ao coração, porém, o ponto negativo é que o paciente precisa se adaptar a conviver com partes instaladas fora do corpo: o controle geral do equipamento e duas baterias externas.

Estima-se que trinta mil brasileiros apresentem insuficiência cardíaca. É a tecnologia salvando vidas!

Fonte: Revista IstoÉ

Positiva Administradora de Benefícios: Copyrights ©2018