2019

O prato típico da maioria dos brasileiros é constituído por arroz, feijão e carne vermelha. Você tem observado quanto dessa proteína tem consumido?

O Ministério da Saúde recomenda a ingestão de 300 a 500 gramas por semana. Segundo especialistas, não é necessário cortar drasticamente o seu consumo. Existem outros alimentos que conseguem suprir a carne vermelha.

O site Science Alert separou, abaixo, algumas opções para você ter uma alimentação saudável e equilibrada, sem reduzir a quantidade de nutrientes diários:

Na hora de escolher a proteína, opte por 25 gramas de frango ou 28 gramas de peixe. Caso escolha alimentos de origem vegetal, as nozes e os legumes se encaixam perfeitamente neste grupo. Essas combinações fornecem cerca de 80% das necessidades de proteína.

Já em relação ao ferro, mineral responsável por transportar oxigênio para o sangue e muito presente na carne vermelha, ele pode ser encontrado em outras fontes como a lentilha marrom e o feijão cozido. Além disso, a fibra alimentar pode auxiliar para uma dieta rica em nutrientes fundamentais. O consumo desse carboidrato não digerível auxilia a reduzir a diabetes tipo 2, câncer de intestino e acidente vascular cerebral.

Consulte sempre seu nutricionista para um cardápio elaborado de acordo com as suas necessidades diárias.

Fonte: Veja Saúde

Toda segunda-feira temos a chance de recomeçar e buscar novas oportunidades para realizar aquela tão desejada mudança. Você sabe como suas atividades diárias podem render mais e serem mais produtivas?

Separamos quatro dicas para te ajudar a colocar isso em prática:

1- Suplementos Naturais: Escolher o que tomar também faz a diferença. Café, chá verde e pó de guaraná podem ser ótimos aliados se você está buscando mais energia, pois eles são responsáveis por acelerar o metabolismo.

2 – Óleos essenciais: A aromaterapia é conhecida por auxiliar no equilíbrio emocional e, quando o cansaço se sobressai, os óleos de hortelã-pimenta e lavanda podem proporcionar mais disposição em seu dia a dia.

3 – Terapia: Entender o que se passa em sua vida é primordial. Geralmente, a resposta para os problemas está na sua frente, mas não está sendo fácil de enxergá-la. Com a terapia, os caminhos parecem ser mais fluídos, abrindo espaços para reflexões e novas ideias.

4 – Alimentação equilibrada: Consumir alimentos leves e saudáveis no dia a dia pode te ajudar a ter mais produtividade e qualidade de vida.

Coloque em prática essas orientações e comece sua semana com mais energia!

Fonte: Revista Vida Saúde

Um dos médicos mais consultados na atualidade é o Dr. Google. Aliás, você sabe de quem estamos falando?

Quando uma dor de cabeça é insistente ou algum sintoma estranho aparece, o primeiro local de consulta para diagnóstico é o site de busca mais acessado do mundo. A infinidade de informações encontrada pode, por muitas vezes, confundir ao invés de auxiliar quem busca uma resposta sobre o que está sentindo.

Observando a alta incidência de notícias falsas, o Ministério da Saúde criou um núcleo de monitoramento diário nas redes sociais. O objetivo é verificar a origem das matérias que não possuem embasamento científico e referências duvidosas. Além disso, o órgão criou um site chamado Saúde Sem Fake News para esclarecer boatos com documentos oficiais.

Uma pesquisa realizada com médicos registrados em uma plataforma de agendamento de consultas demonstrou que 72% dos profissionais notaram que seus pacientes buscaram diagnósticos na internet e se depararam com informações falsas sobre a patologia.

Atualmente, uma das notícias mais comentadas é sobre a eficácia da vacina do sarampo. Muitas especulações foram feitas, atrapalhando a campanha de vacinação. O principal foco é a necessidade da vacinação, porém, elas contribuem para a imunização e erradicação de doenças.

Ainda de acordo com os dados, um dos motivos principais para esta realidade é a maneira como os boatos são disseminados nos canais de comunicação online. É importante frisar que nenhum diagnóstico encontrado nessas plataformas substitui uma consulta com um médico especialista, que poderá analisar seu caso e instruir o que deve ser feito.

Fique atento e busque fontes confiáveis. Sua saúde importa!

Fonte: Saúde Business

A presença da tecnologia está cada vez mais visível em nosso cotidiano, seja nos computadores, celulares ou televisões. Seu desenvolvimento constante traz benefícios para diversos setores e, na medicina, não é diferente.

Quantas vezes ao sair de uma consulta e olhar a prescrição nos enfrentamos dificuldades para entender o que foi recomendado? A inelegibilidade das receitas médicas é uma das principais queixas de pacientes e farmacêuticos. De acordo com uma empresa de pesquisa britânica voltada à saúde e tecnologia, 68% dos erros relacionados à medicação ocorrem pela incompreensão da grafia na prescrição.

A solução está na palma de nossas mãos. Os receituários vêm passando por um processo de modernização, no qual o papel está sendo substituído pelas telas dos celulares. Os benefícios auxiliam os médicos, ajudando a terem um panorama mais completo sobre os quadros clínicos, além dos pacientes que podem acessar em qualquer lugar a receita médica.

A tecnologia tem promovido cada vez mais melhorias para nossa saúde. É importante ficar de olho, pois ainda muitas novidades deverão surgir para facilitar os tratamentos de pacientes.

Fonte: Saúde

Ao caminhar no parque é possível sentir o vento fresco, ouvir os pássaros cantarem e automaticamente relaxar. Só com esta pequena aproximação à natureza o corpo já dá sinais de tranquilidade. Quando o contato é constante, o efeito tende a ser muito mais positivo. Pensando nisso, um grupo de pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo instalou um jardim terapêutico no campus da instituição.

A ideia principal foi a de utilizar as frutas, temperos e legumes nas refeições dos alunos, além de proporcionar alimentos livres de fertilizantes. E os resultados foram realmente positivos, entre os benefícios identificados no estudo, está a redução da hipertensão e da ansiedade dos estudantes.

Que tal procurar um espaço para semear o seu próprio jardim? Sua saúde agradece!

Fonte: Saúde

Positiva Administradora de Benefícios: Copyrights ©2018